21/06/2024

Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia

Alunos da comunidade de Salvador estão sem aulas e ônibus não circulam na região de Valéria nesta segunda-feira (18/9)

Mais suspeitos de participar, na Bahia, da operação Fauda — que resultou na morte do policial federal Lucas Caribé Monteiro de Almeida, 42 anos, e de outros quatro homens — morreram após trocas de tiros com agentes na noite deste domingo (17/9), em dois bairros de Salvador. Nesta segunda-feira (18), o bairro de Valéria, onde ocorreu o confronto, amanheceu sem ônibus e aulas suspensas para mais de dois mil alunos.

A operação teve início na sexta (15) para cumprir mandados de prisão contra um grupo criminoso. Policiais federais, civis e militares foram surpreendidos no local por integrantes de uma facção prestes a entrar em confronto com um grupo criminoso da região. Além da morte de Almeida, outros dois agentes ficaram feridos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), até a noite de domingo outros cinco suspeitos foram mortos em confronto com os oficiais — totalizando nove mortes —, enquanto um outro traficante foi preso. A polícia apreendeu, até esta segunda-feira (18), três fuzis, uma carabina, uma submetralhadora, três pistolas, um revólver, carregadores, munições, rádios comunicadores e peças de um veículo roubado.

Após os confrontos do fim de semana, a região de Valéria amanheceu sem transporte público. Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), os ônibus só estão indo até a rotatória, na rua da Matriz, próximo à prefeitura-bairro. Alguns moradores relataram que andaram cerca de 2 km para ter acesso ao serviço.

Além disso, mais de dois mil alunos da rede pública tiveram suas aulas suspensas.

Ainda na sexta-feira, o secretário de Segurança Pública da Bahia, Marcelo Werner, admitiu que a região de Valéria é alvo de facções criminosas e que a atuação da polícia continuará até capturar todos os responsáveis.

“É uma região que sabidamente está em disputa. As forças policiais se prepararam para realizar as ações em ambas as áreas e em desfavor de ambas as facções (…) Nós não pararemos, não recuaremos enquanto não pegarmos todos os responsáveis”, pontuou durante coletiva de imprensa.

Operações sangrentas na Bahia

A operação Fadua reacende a preocupação com o problema da segurança pública na Bahia. No início de agosto, duas operações da Polícia Militar da Bahia — realizadas nas cidades de Itatim e Camaçari — resultaram na morte de 15 suspeitos. À época, a PMBA afirmou que os criminosos foram abatidos como consequência do revide dos policiais ao serem recebidos por ofensivas dos suspeitos.

As operações aconteceram no mesmo fim de semana em que foi realizada a operação Escudo, no Guarujá (SP), e uma outra na cidade do Rio de Janeiro. As ações militares em todo o país, no período, somaram ao menos 42 mortes.

De acordo com o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, as polícias Civil e Militar da Bahia mataram 1.464 pessoas em operações policiais em 2022. O número é maior do que o contingente de mortos em operações policiais em todo o território dos Estados Unidos no mesmo período, que totalizou 1.201 pessoas, segundo o Mapping Police Violence.

À época da divulgação do Anuário, em julho último, Werner admitiu a existência do problema da violência policial na Bahia, mas afirmou que os dados poderiam ser resultados de “distorções” nos números entregues por outros estados. O secretário alegou que a transparência na divulgação dos dados pelas cidades baianas e uma possível subnotificação de outras unidades federativas poderiam ter causado o resultado discrepante.

“Lógico, a gente não esconde número, ao contrário. A Bahia é cada vez mais transparente em relação aos números que são divulgados. Tanto é que os números são divulgados a partir de informações nossas, a gente fornece os números, diferentemente, inclusive, de outros estados que não fornecem, não é divulgado, e nem são reprimidos por não divulgarem”, declarou o secretário à época.

O Correio tentou contato com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, mas não obteve resposta até a publicação desta nota.

– (crédito: Reprodução/ SSP-BA)

Operação Fauda teve início na última sexta (15/9) para cumprir mandados de prisão contra grupo criminoso da região

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul
RS
Rio Grande do Sul tem sete rodovias bloqueadas após os temporais

Por que Vietnã desafia os EUA para receber Putin

A viagem de Putin ao Vietnã está sendo interpretada como uma demonstração do apoio que a Rússia ainda possui na região. Os líderes do Vietnã e da Rússia disseram nesta quinta-feira (20/6) que querem reforçar os laços entre os países em uma reunião na capital vietnamita, Hanói. O presidente do

Leia mais...

Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto

Episódio ocorre logo depois que os políticos protagonizaram uma discussão na CCJ do Senado Federal O senador Marcos do Val (Podemos-ES) e o deputado Gilvan da Federal (PL-ES) discutiram, na manhã desta quinta-feira (20/6), no Aeroporto de Vitória Eurico de Aguiar Salles, no Espírito Santo. A relação entre os parlamentares

Leia mais...

Chrystian receberia transplante de rim da esposa no final do ano

Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico O cantor Chrystian, que faleceu aos 67 anos na última quarta-feira (19), estava se preparando para um transplante de rim no final deste ano, com sua esposa Key Vieira sendo a doadora. Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico,

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.