21/06/2024

A justificativa de Dino para regulamentar as redes sociais

Para o ministro, a fiscalização das redes é uma tarefa ‘constitucional’

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, voltou a fazer afirmações em defesa da regulamentação das mídias sociais no Brasil. Nesta segunda-feira, 22, Dino classificou o tema como uma ameaça à democracia.

O ministro disse que há um “poder desmesurado” das empresas de tecnologia donas das plataformas de mídia social. Ele defendeu ainda a responsabilização das big techs, além de criticar a “algoritmização” da sociedade e insinuar que a fiscalização é trabalho do Estado.

“As plataformas têm um poder desmesurado na sociedade”, afirmou Dino, durante evento promovido pelo Lide, empresa administrada pelo ex-governador de São Paulo João Doria. “Qual é o poder na história que se autorregulou? O poder é abusivo por natureza. É uma tarefa constitucional evitar a ‘algoritimização’ da sociedade.”

Em outro momento, Dino criticou a efetividade dos algoritmos das plataformas. “Os algoritmos controlam tudo, mas não são capazes de detectar mais de 7 mil imagens de pornografia infantil que apreendemos somente no mês de maio”, afirmou.

O ministro falou também sobre os riscos que a internet, em especial as inteligências artificiais, trazem à democracia e ao processo eleitoral. “É necessário que se tenha verdade eleitoral, para que o eleitor decida quanto ao seu voto. Consideramos a manipulação do ódio como uma ameaça à democracia”, justificou Dino.

O ministro disse que há um “poder desmesurado” das empresas de tecnologia donas das plataformas de mídia social

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
MARCO TEMPORAL
Marco temporal: a histórica vitória dos indígenas no Supremo
DINO
Lula é alertado sobre uma consequência negativa de indicar Dino ao STF
LULA
Lira alerta que governo deve ter cuidados com "excessos" da PF
LULA
Presidente Lula participa de jantar com empresários em Nova York
CONGRESSO
Candidaturas de mulheres e negros sob ataque em propostas no Congresso
voo
Lula vai para Cuba e Estados Unidos, e passa Presidência a Alckmin
RODRIGO
Senado vai apresentar PEC para criminalizar porte de drogas
XANDE
8/1: Defesa de acusado diz que julgamento é político; Moraes rebate

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.