28/02/2024

A natureza devolve as agressões que recebe, e os pobres pagam a conta

 Omissão e inépcia do poder público explicam tragédias como
a de São Sebastião, no litoral paulista. Outras virão


Sai barato para o poder público instalar sirenes que soam
poucas horas antes de vendavais, socorrer depois os desabrigados e enterrar os
mortos. Sai barato prometer que tomará providências para que tragédias como a
de São Sebastião não mais se repitam.

Quando elas se repetem sob a mesma administração,
prefeitos e governadores alegam que faltou dinheiro e jogam a culpa no governo
federal. E caso se repitam em novas administrações, essas culpam as anteriores,
e é vida que segue, cada vez pior.

Não há notícias sobre a morte de afortunados. Muitos,
ilhados em suas casas, conseguiram ser resgatados por helicópteros e outros
meios fora do alcance da maioria. O número de mortos deverá ultrapassar a casa
dos 50, e há milhares de desabrigados.

Em alguns locais do litoral paulista, caíram em poucas
horas mais de 600 mm. Dito de outra maneira: mais de 600 litros por metro
quadrado, acima da média esperada para todo o mês de fevereiro. Culpa de São
Pedro que abriu as comportas do céu?

Foi um evento extremo, concordo. Antigamente, só ocorriam
de séculos em séculos, ou a intervalos maiores; amiudaram-se em consequência
das mudanças do clima provocadas pelo aquecimento da atmosfera. Mas isso também
era previsível.

Estima-se que 5% dos brasileiros moram em áreas sujeitas
a inundações e deslizamentos de terras. Estima-se, porque o país não dispõe de
dados confiáveis a respeito. E por não dispor, entra governo, sai governo e
falta plano que informe sobre o que fazer.

Foi bonito ver três políticos de partidos adversários –
Lula (PT), o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e o prefeito de São
Sebastião, do PSDB -, somarem esforços no socorro às vítimas de mais uma
tragédia anunciada. Foi bonito. Não basta, porém.

Por inépcia e omissão das autoridades até aqui, a
natureza agredida devolveu e continuará a devolver as agressões que recebe.

Metrópoles

Por Ricardo Noblat

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Faço da prioridade da população a minha prioridade.

Bem articulado com todos os Poderes de Novo Gama, dentre eles o Executivo,  com DF e demais município do Entorno, Renato Caldas mostra a que veio. Renato Caldas é reconhecido como um dos vereadores mais atuantes de Novo Gama. Sua dedicação e comprometimento com a comunidade são admiráveis, sempre buscando

Leia mais...

Combate à dengue é tema de quatro cursos online para servidores

Formações são indicadas para profissionais da educação e da saúde. As aulas são gratuitas e online, podendo ser assistidas a qualquer momento pelos participantes A Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) oferece quatro cursos relacionados ao combate à dengue para servidores da saúde e da educação. As capacitações são

Leia mais...

DF ultrapassa um milhão de cadastros atualizados no SUS

Mais de 97% das atualizações do Recadastra SUS foram feitas presencialmente; com dados dos usuários mais confiáveis, a rede pública consegue otimizar a fila de espera por exames e consultas Sete meses após lançar a campanha Recadastra SUS, o Distrito Federal chegou a 1.054.928 cadastros atualizados no Sistema Único de

Leia mais...

Caesb disponibiliza serviço gratuito de autoleitura de hidrômetros

Todos os clientes da companhia podem aderir à iniciativa, especialmente aqueles que não conseguem receber leiturista em casa durante o dia Pensando no conforto e bem-estar dos brasilienses, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) disponibiliza o serviço de autoleitura, no qual o próprio usuário fornece a leitura

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.