21/06/2024

Empresário alemão investigado por estupro de crianças está foragido

Vídeo gravado por uma das vítimas, que atualmente tem 15 anos, mostra como o homem agia. A menina conta que era abusada desde os 6 anos

A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente da Polícia Civil do Amazonas investiga  crimes de estupro cometidos pelo empresário alemão Wolfang Brog, de 75 anos, suspeito de abusar sexualmente de crianças e adolescentes e oferecê-las a hóspedes de uma pousada, da qual é proprietário, no interior da floresta amazônica, a 115 quilômetros da capital, Manaus.

Vídeo gravado por uma das vítimas, que atualmente tem 15 anos, mostra como o homem agia. A menina conta que era abusada desde os 6 anos. No vídeo, o empresário aparece sem camisa na cama, onde se preparava para abusar da jovem. A adolescente diz que era obrigada a usar alguns trajes e acessórios, entre os quais, um par de algemas, correntes e até piercings no rosto, para satisfazer o empresário, que fugiu para a Alemanha quando o caso foi denunciado no Amazonas.

Segundo a delegada Joyce Coelho, responsável pela investigação, a menina gravou o vídeo no momento em que estava sendo abusada sexualmente pelo empresário, que chegou a oferecer muito dinheiro para que ela destruísse a gravação. No entanto, essa mídia acabou chegando ao conhecimento da autoridade policial, disse a delegada.

Em nota, a Polícia Civil do Amazonas informou que deflagrou, na última quinta-feira (18), a Operação Medeia, que é parte da Operação Caminhos Seguros, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e resultou na prisão de uma mulher de 37 anos, pelos crimes de exploração sexual e estupro de vulnerável contra a própria filha.

Joyce Coelho informou que a ação cumpriu dois mandados de prisão contra a mulher e o empresário alemão. A mãe explorava a filha em troca de dinheiro e presentes. Além da mãe, outros membros da família também tiravam vantagem da situação, disse a delegada.

Outro caso

Nesta segunda-feira, agentes da Polícia Federal (PF) realizaram operação em Pernambuco para combater o armazenamento e divulgação de imagens e vídeos com cenas de abuso sexual infantil, além da possível prática de estupro de vulnerável.

As investigações começaram no ano passado após informações repassadas pelo National Center for Missing and Exploited Children, organização não governamental (ONG) americana que centraliza o recebimento de denúncias sobre crimes relacionados a abuso sexual infantil e desaparecimento de crianças.

Pela lei norte-americana, as empresas prestadoras de serviços de internet são obrigadas a relatar casos de suspeita de exploração sexual infantil por pessoas que trafeguem em suas redes. Foram registradas, no total, 364 ocorrências envolvendo tais condutas por meio de equipamentos vinculados ao suspeito.

As ações da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos da Superintendência Regional em Pernambuco identificaram que o suspeito tem forte interesse no tema incesto, havendo possibilidade de que já tenha praticado atos libidinosos com crianças da própria família, incorrendo no crime de estupro de vulnerável.

A PF cumpriu mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão em Jaboatão dos Guararapes, deferidos pela 4ª Vara Federal do Recife, o que resultou na apreensão de computadores, notebooks, celulares e outras mídias com potencial de armazenamento de imagens e vídeos contendo cenas de abuso sexual infantil.

Os crimes atribuídos ao investigado são: armazenamento e divulgação de conteúdo pornográfico infantil. Os agentes federais investigam ainda a possível prática dos crimes de estupro de vulnerável e de produção de cenas de abuso sexual infantil. Se confirmados, os crimes podem resultar em penas que, somadas, podem ir de 16 a 33 anos de reclusão.

Agência Brasil

(crédito: Reprodução/redes sociais )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.