23/06/2024

Lira acusa Senado de truculência e impasse sobre MPs continua

 Presidente da Câmara reage à
decisão de Rodrigo Pacheco de recriar comissões mistas; para Lira, Senado é
refém de política regional de Alagoas e do Amapá.


 

Foto: O presidente da Câmara, Arthur Lira, em entrevista
a jornalistas; ele afirmou ter recebido “solicitação expressa” do governo para
manter rito atual sem as comissões mistas…

A crise de relacionamento institucional entre Câmara e
Senado chegou a um nível ainda mais alto nesta 5ª feira (23.mar.2023). O
presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), fez um discurso duríssimo a
jornalistas e acusou o Senado de “truculência” por desejar retornar
imediatamente o rito de tramitação de medidas provisórias, com a criação de
comissões mistas paritárias, de 12 deputados e 12 senadores….

“Não é na truculência e na força que vai resolver”, disse
Lira. “Lamento que a política regional ou local de Alagoas interfira no Brasil.
O Senado não pode ser refém de Alagoas e nem do Amapá”, afirmou….

O presidente da Câmara afirmou que os deputados
analisarão na semana que vem medidas provisórias do governo anterior. A
decisão, de acordo com ele, foi um gesto de “bom senso” do presidente do
Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). O impasse sobre o rito de análise permanece
para os textos enviados pelo governo Lula (entenda aqui).

Eis algumas das falas de Lira:

Senado – “O Senado é simplesmente a [Casa] revisora, e
não quer ser”.

prazo das MPs – “Desafio o Senado a mostrar que a gente
entregou [as MPs] sempre à beira das votações, pelo contrário, mais de 90% das
votações foram atendidas nos prazos”.

rito 1 – “Recebi solicitações expressas do governo
federal de manutenção do rito atual”;

rito 2 – “A Casa iniciadora continuará sendo a Câmara
porque é prerrogativa constitucional”;

Senado X Câmara – “O Senado está superdimensionado e a
Câmara está subdimensionada”.

Copom X novo teto – “Com o arcabouço votado, o Copom vai
ter instrumentos [para indicar redução da taxa de juros]”.

RITO SUSPENSO

O rito constitucional para tramitação de MPs foi suspenso
por causa da pandemia do novo coronavírus. O processo é visto pelos deputados
como irreversível. Lira citou que os deputados agora registram presença em
plenário e votam pelo celular. Antes, uma votação que durava uma hora e meia
agora é feita em 15 minutos, disse Lira, citando mudanças que considera
inexoráveis no funcionamento do Congresso.

O Senado é contra esse sistema atual para MPs. Motivo: os
senadores perdem poder. Cabe ao presidente do Senado instalar as comissões
mistas. E é só nesses colegiados (de 24 congressistas) que é possível
apresentar emendas aos textos. Depois, nos plenários (da Câmara e do Senado) só
é possível votar a favor ou contra….

Em fala de cerca de 30 minutos, Lira repetiu críticas ao
rito das comissões mistas. Afirmou que são “antidemocráticas e infrutíferas” e
que os deputados são sub-representados, enquanto a participação dos senadores é
“superdimensionada”..

O presidente da Câmara declarou ter recebido “solicitação
expressa do governo federal de manutenção do rito atual”, sem as comissões
mistas. “Se o governo preferir as comissões mistas, ótimo, paciência, vai arcar
com ônus de negociar com 24, com 36, com 48 membros e arriscar que as medidas
provisórias caiam no plenário”, afirmou….

ALTERNAR CASAS

Lira afirma que deu a sugestão inicial de alternar a Casa
iniciadora de análise das medidas provisórias e que havia acordado uma proposta
com o Senado. No entanto, segundo ele, o texto acordado passou por mudanças na
6ª feira (17.mar), o que desagradou os líderes partidários da Câmara….

“O Senado perde a razão, propôs um texto, mudou o
entendimento. E agora vem com uma truculência unilateralmente querendo instalar
comissões mistas e eu repito que são antidemocráticas, infrutíferas e palco de
negociação de matérias que sempre trouxeram dúvidas e névoas para as medidas
provisórias”, disse….

Lira afirmou estar aberto para o diálogo com Pacheco, mas
mencionou o “silêncio” do presidente do Senado. “O Senado através da sua
presidência silenciou conversas da eleição da mesa até as 12h de ontem. Nós não
tivemos qualquer conversa, e não foi por minha parte, por minha causa. Eu
respeito o silêncio, portanto, embora não entenda, mas respeito”, disse….

Ele também afirmou que a questão de ordem apresentada
pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL) para o retorno imediato das comissões
mistas “não vai andar um milímetro na Câmara dos Deputados e o prejuízo vai ser
para o governo atual”….

“Eu aqui continuo, presidente Pacheco, com toda boa
vontade de sentarmos eu e o senhor, presidente do Senado, não senadores com
mais radicalidade na condução desse tema, para que a gente chegue em um
consenso”, disse….

A Constituição determina que as MPs quando
chegam ao Congresso sejam analisadas por uma comissão mista própria, com
deputados e senadores. Durante a pandemia, as MPs começaram a tramitar
diretamente no plenário da Câmara. Isso tirou poder dos senadores, que desejam
a volta do sistema anterior o quanto antes….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Brasília sediará Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) se une a especialistas globais para promover práticas sustentáveis e políticas de lixo zero Entre 25 e 27 de junho, Brasília será o palco da terceira edição do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. O evento, que será realizado no Museu Nacional da República, conta

Leia mais...

Mais de 1,5 milhão de pessoas atendidas pelos programas sociais do GDF

Do Cartão Prato Cheio ao Cartão Gás, passando pela Política de Assistência Estudantil, benefícios geraram, desde 2019, investimento de R$ 1,9 bilhão, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e impulsionando a economia Investir em pessoas e no desenvolvimento delas é uma ação perene do Governo do Distrito Federal (GDF).

Leia mais...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.