24/04/2024

Com 31 mortos, Rio Grande do Sul entra em estado de calamidade pública

Governador Eduardo Leite já fala que passagem de ciclone provocou a maior “tragédia natural da história”. Mais de 4 mil pessoas tiveram que deixar suas casas. Desfiles de 7 de Setembro foram cancelados

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), anunciou, nesta quarta-feira (6/9), que decretará estado de calamidade pública por causa das fortes chuvas provocadas pela passagem de um ciclone extratropical, nesta semana. Em entrevista, Leite informou que até o início da tarde, 31 pessoas morreram e há mais de 3 mil desalojados e 1,6 mil desabrigados no estado. Ao todo, 50 mil gaúchos foram afetados pelo fenômeno extremo. Dois ministros foram a Porto Alegre para acompanhar os trabalhos de resgate, a pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“É a maior tragédia natural que se tem registro no Rio Grande do Sul”, afirmou Leite. O ministro de Comunicação da Presidência, Paulo Pimenta, também gaúcho, concordou com o governador e disse que nunca tinha visto um “evento climático tão violento, tão grave”.

Por causa das enchentes, o governador também decidiu cancelar todos os desfiles cívico-militares em comemoração à Independência do país, na quinta-feira (7/9). “A melhor forma de homenagear a Pátria e o cidadão brasileiro é todos trabalharem para ajudar essa sociedade que está sofrendo muito nesse momento” declarou.

Em relação às verbas públicas, o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, garantiu assistência federal. “Se o dinheiro que nós temos não for suficiente, eu e Pimenta comunicaremos o presidente Lula e pediremos mais, não faltará para ninguém”, assegurou. Leite reiterou a fala do ministro e comentou que as família mais vulneráveis terão direito ao programa Volta por cima, que libera até R$ 2,5 mil para pessoas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

O governador gaúcho alertou que ainda há previsão de chuva forte no estado e que enchentes, deslizamentos e desabamentos podem ser registrados. “Por maior que seja a ajuda dos governos vai ser pouco pelo tamanho do estrago que aconteceu”, disse ao Correio o deputado federal Heitor Schuch (PSB-RS) sobre o desastre. Em Santa Catarina, pelo menos uma pessoa morreu em decorrência dos temporais.

(crédito: Gustavo Mansur/GRS)

Eduardo Leite cancela desfiles de 7 de Setembro e decreta estado de calamidade pública no RS –

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Israel e Hamas, 200 dias de guerra sem sinais de trégua

Nas últimas 24 horas, os bombardeios israelenses mataram 32 palestinos, segundo o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza A guerra entre Israel e Hamas em Gaza completou 200 dias nesta terça-feira (23), sem sinais de que uma trégua estaria próxima, nem de que o movimento islamista estaria disposto a

Leia mais...

Atividade de extensão debaterá saúde mental e políticas públicas

Iniciativa da Universidade do Distrito Federal é aberta para a comunidade acadêmica, bem como para o público externo; inscrições podem ser feitas até o dia 7 de maio “Diálogos sobre saúde mental, políticas públicas e universidade” é o tema da extensão universitária proposta pela docente Kíssila Mendes, da Universidade do

Leia mais...

Equatorial alerta para nova onda de calor em Goiás

Massa de ar quente eleva temperaturas acima da média e deve provocar aumento no consumo de energia nos próximos dias. Goiânia, 23 de abril de 2024 – Os termômetros devem registrar altas temperaturas nesta semana em todo estado. Uma massa de ar quente e seco está influenciando no aumento das

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.