23/06/2024

Juíza nega tutela a irmã de Adélio e jornalista relata deboche em respostas de magistrada

A juíza Cíntia Letteriello, da 2ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande, negou pedido de curatela provisória de Adélio Bispo de Oliveira à Maria das Graças Ramos de Oliveira, irmã do acusado de esfaquear Jair Bolsonaro (PL), durante a corrida eleitoral de 2018. Ele foi considerado inimputável pela 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, onde ocorreu o crime.

A decisão, tomada em 17 de abril deste ano, foi revelada pelo jornalista Joaquim de Carvalho, colunista do site 247. No mesmo dia, a magistrada realizou entrevista com Adélio na sala de videoconferência da Penitenciária Federal da Capital, onde ele está preso desde setembro de 2018.

O repórter diz que entrou em contato com a juíza Cíntia Letteriello, por meio do WhatsApp oficial da Vara, seguindo orientação da assessoria, na quarta-feira (24). Ele questionou o motivo de os advogados da autora da ação de curatela não terem participado da entrevista com Adélio, antes da decisão. Também perguntou alguns detalhes do processo.

Conforme Joaquim, as respostas foram “Dusahsudejefisnedjxje” e “Djf  de ldj  da as hfhfdhg”. O que considerou ter sido deboche por parte da juíza. “Fui orientado por sua assessoria a entrar em contato por este canal, que a senhora responderia. Lamentavelmente, a sua resposta foi uma zombaria, pelo que entendi”, relata.

“A dra Cintia está em audiência. Assim que terminar, vou informá-la do seu contato. Com qual assessora o sr recebeu essa orientação?”, recebeu como resposta. O jornalista perguntou com quem estava falando, mas não houve mais retorno.

Ao rejeitar o pedido de curatela provisória à Maria das Graças, irmã de Adélio, a juíza diz que ele afirmou que não desejava ser tutelado por ela, e que outros parentes teriam melhores condições para este fim.

“Durante a entrevista, o curatelando afirmou, por diversas vezes, que não deseja que a sua irmã Maria das Graças, ora requerente, obtenha sua curatela, pois acredita que necessita de um “auxílio afetivo” (sic) que outros parentes têm melhor condições de lhe dispensar. Indicou o nome de seu sobrinho Marciton Ramos Neves e de sua irmã Maria Aparecida Ramos de Oliveira (nome de casada) ou Maria Aparecida Bispo de Oliveira. Também, citou o nome de sua sobrinha Jussara Ramos, porém, disse que a autora havia dito na visita que aquela falecera”, relata a magistrada, conforme publicado pelo site 247.

“Quando perguntado por qual motivo, então, teria a sra. Maria das Graças requerido sua curatela, o sr. Adélio afirmou que não sabia o motivo, até porque a autora era a irmã em maior situação de vulnerabilidade financeira, dentre todos os outros irmãos, acrescentando que não sabia informar com que recursos ela teria vindo a Campo Grande para a visita na penitenciária”, prossegue a juíza.

Maria das Graças nem seus advogados, Edna Teixeira e Alfredo Marques, moram em Campo Grande, mas poderiam participar das audiências e entrevistas de maneira remota. Adélio Bispo é defendido pela Defensoria Pública da União.

Adélio Bispo está preso na Penitenciária Federal de Campo Grande deste 2018.

 (Foto: Reprodução)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Brasília sediará Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) se une a especialistas globais para promover práticas sustentáveis e políticas de lixo zero Entre 25 e 27 de junho, Brasília será o palco da terceira edição do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. O evento, que será realizado no Museu Nacional da República, conta

Leia mais...

Mais de 1,5 milhão de pessoas atendidas pelos programas sociais do GDF

Do Cartão Prato Cheio ao Cartão Gás, passando pela Política de Assistência Estudantil, benefícios geraram, desde 2019, investimento de R$ 1,9 bilhão, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e impulsionando a economia Investir em pessoas e no desenvolvimento delas é uma ação perene do Governo do Distrito Federal (GDF).

Leia mais...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.