21/06/2024

Juíza tira sigilo de ordens de prisão e busca contra membros do PCC

 A juíza Gabriela Hardt, da 9ª Vara Federal de
Curitiba, tirou hoje o sigilo de documentos da operação que prendeu ontem nove
membros do PCC (Primeiro Comando da Capital). O grupo é suspeito de planejar
atentados contra autoridades.


Juíza Gabriela HardtImagem: Enéas Gomez/Divulgação

O que aconteceu?

Hardt retirou o sigilo de quatro documentos:

– O pedido da PF para executar prisões e buscas e
apreensões contra o grupo,

-As duas decisões da juíza, autorizando as prisões (parte
1 e parte 2) e as buscas (parte 1 e parte 2)

– O termo da audiência de custódia com os presos,
realizada na tarde desta quinta (23).

Segundo as investigações da PF (Polícia Federal), um dos
alvos do PCC era o senador Sergio Moro (União Brasil-PR). Hoje, o presidente
Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que a aparição do nome dele na operação
seria uma “armação” do ex-ministro, pelo fato de as medidas terem
sido autorizadas por Hardt.

Isso porque Hardt foi, à época da operação Lava Jato, a
juíza substituta de Moro nos processos que corriam no Paraná. Foi ela, por
exemplo, que condenou Lula a 12 anos e 1 mês de prisão no processo referente ao
sítio de Atibaia.

O que se sabe sobre o caso

PCC investiu quase R$ 3 milhões em ataque contra Moro e
agentes públicos. O UOL apurou com fontes ligadas à investigação o valor
investido em veículos blindados, armas e chácaras na região metropolitana de
Curitiba.

Moro virou alvo por decisão que impediu visitas íntimas a
presos. A decisão atingiu internos do sistema prisional federal, onde estão as
lideranças do PCC.

A facção planejava ataques a outras pessoas, como o
promotor Lincoln Gakiya, do Ministério Público de São Paulo.

Suspeito saiu do presídio com missão de executar ataque.
Patric Velinton Salomão, o Forjado, foi designado pela facção para cometer os
atentados. Ele está foragido e é procurado pela PF.

Lula x Moro

Um dia antes da prisão de membros da facção, Lula havia
falado em ter pensando em se vingar do ex-juiz entre 2018 e 2019. Ontem, depois
que a operação foi deflagrada, o senador disse lamentar o comentário do
mandatário.

A troca de farpas continuou: Lula afirmou hoje que a
suposta armação era “visível”, apesar de dizer que não queria
“ficar atacando ninguém sem ter provas”. O presidente estava no
Complexo Naval do Itaguaí, no Rio de Janeiro.

Ele também citou a juíza (Gabriela Hardt) que expediu os
mandados de ontem e disse que iria buscar entender a sentença…

“Fiquei sabendo que ela não estava nem em atividade
quando deu o parecer para ele. Eu vou pesquisar e saber o porquê da sentença.
Não vou ficar atacando ninguém sem ter provas e, se for mais uma armação, ele
vai ficar mais desmascarado ainda. Não sei o que vai fazer da vida se continuar
mentindo do jeito que está mentindo.

Lula, em alusão a Sergio Moro.

Em seguida, Moro repudiou novamente a fala de Lula:

O ex-juiz disse à CNN Brasil ter virado alvo da
organização criminosa por seu trabalho como “agente da lei” e afirmou
ser inadmissível que Lula trate a situação “dando risada”. Depois, o
senador divulgou um vídeo com declarações sobre o assunto.

O senador cobrou seriedade: “Se algo acontecer com
minha família, a responsabilidade é desse presidente, que deu risada”,
afirmou. “Então, pergunto ao senhor presidente: o senhor não tem decência?
Não tem vergonha? Não respeita o cargo ou o sofrimento de um agente da
lei?”.

“Não posso admitir que o presidente, o maior magistrado
do país, trate um assunto dessa gravidade dando risada e mentindo à população
de que seria uma armação. Eu recebi a investigação das autoridades, do próprio
ministro da Justiça dele. Sempre o tratei com humanidade enquanto juiz, fiz o
meu papel, nunca tratei isso de forma pessoal e isso tem meu repúdio”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Por que Vietnã desafia os EUA para receber Putin

A viagem de Putin ao Vietnã está sendo interpretada como uma demonstração do apoio que a Rússia ainda possui na região. Os líderes do Vietnã e da Rússia disseram nesta quinta-feira (20/6) que querem reforçar os laços entre os países em uma reunião na capital vietnamita, Hanói. O presidente do

Leia mais...

Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto

Episódio ocorre logo depois que os políticos protagonizaram uma discussão na CCJ do Senado Federal O senador Marcos do Val (Podemos-ES) e o deputado Gilvan da Federal (PL-ES) discutiram, na manhã desta quinta-feira (20/6), no Aeroporto de Vitória Eurico de Aguiar Salles, no Espírito Santo. A relação entre os parlamentares

Leia mais...

Chrystian receberia transplante de rim da esposa no final do ano

Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico O cantor Chrystian, que faleceu aos 67 anos na última quarta-feira (19), estava se preparando para um transplante de rim no final deste ano, com sua esposa Key Vieira sendo a doadora. Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico,

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.