20/07/2024

Deputado bolsonarista diz que Lula tem “preconceito” com clube de tiro

Lula falou sobre sua intenção de fechar “quase todos” clubes de tiro no Brasil na manhã desta terça-feira (25/7)

O presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, deputado federal Sanderson (PL-RS), afirmou que as declarações do presidente Lula sobre fechar clubes de tiro no Brasil são de cunho “preconceitoso”. Na manhã desta terça-feira (25/7), o chefe do Executivo federl defendeu o fechamento de “quase todos” os clubes, porque, segundo ele, apenas os espaços voltados para o treinamento de militares e forças policiais teriam que permanecer abertos.

Sanderson criticou a possibilidade: “Lula e seus assessores não conhecem a atividade do tiro esportivo. Têm preconceito, e estão olhando com um viés unicamente ideológico. Clubes de tiro civis existem no mundo inteiro, a exceção de países comunistas com regime fechado”, disse.

A orientação para fechamento dos clubes de tiro foi passada por Lula ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

“Eu não acho que um empresário que tem um lugar de praticar tiro é um empresário. Eu já disse ao Flávio Dino: nós temos que fechar quase todos. Só deixar aberto aqueles que são da Polícia Militar, do Exército ou da Polícia Civil. É organização policial que precisa ter lugar para treinar tiro. Não é a sociedade brasileira”, disse o presidente.

Sanderson ainda afirmou que tal decisão pode configurar “abuso de autoridade” e passibilidade para uma abertura de impeachment.

“O presidente da República, como qualquer outro agente público, deve apenas cumprir a lei. Como a legislação brasileira autoriza o funcionamento de clubes de tiro, qualquer ordem em sentido contrário configurará abuso de autoridade, passível inclusive de abertura de processo de impeachment.”

Novo decreto

A declaração de Lula ocorre após a assinatura de um novo decreto para regulamentar das armas de fogo. O documento também limita o funcionamento dos clubes de tiro para o horário das 6h às 22h.

Sanderson também assina um projeto para que o decreto seja suspenso. Ele e outros 54 deputados criticam a transferência do registro e fiscalização de armas de uso restrito para a Polícia Federal, uma vez que a responsabilidade antes era do Exército.

Têm preconceito, e estão olhando com um viés unicamente ideológico. Clubes de tiro civis existem no mundo inteiro, a exceção de países comunistas com regime fechado”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos

Entre as vítimas estão três crianças. A Polícia abriu investigação para apurar como as chamas começaram Sete pessoas morreram durante a noite em um incêndio, aparentemente de origem criminosa, em um edifício de Nice, anunciou o promotor da cidade do sudeste da França, Damien Martinelli. “Com base nos primeiros indícios,

Leia mais...

Bolsonaro diz que Ramagem “está pagando preço alto” pela coragem 

Ex-presidente subiu em trio para apoiar pré-candidatura de Ramagem à Prefeitura do Rio de Janeiro. Eles são alvo de investigação sobre espionagem ilegal na Abin durante o governo bolsonarista  O ex-presidente Jair Bolsonaro exaltou o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ), ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), nesta quinta-feira (18/7),

Leia mais...

Comitiva do governo federal vai até regiões de conflitos indígenas no MS

Indígenas relataram que foram cercados por caminhonetes e atacados com disparos de armas de fogo Integrantes da comitiva enviada pelo governo federal na terça-feira (17/7), acompanhados por representantes do governo do Mato Grosso do Sul, visitaram duas localidades para mediar conflitos fundiários nesta quinta-feira. Indígenas visitados disseram que foram atacados

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.